capa-rmoda

Moda na era digital

Por Amanda Grigorio

Desde seu surgimento, o conceito “moda” sofreu inúmeras modificações até chegar ao ponto em que o conhecemos hoje. Nem sempre ela foi assim tão democrática e acessível. Até o século XIX, os produtos da alta moda eram bastante exclusivos, reservados apenas para a nobreza, e apesar das pequenas mudanças que sofria com o decorrer dos anos, podemos dizer que esta moda era bastante estática. Mas então, durante o século XX, grandes transformações ocorreram. Após a revolução industrial e todas as mudanças que ela provocou na sociedade, a moda começou a caminhar para uma popularização cada vez maior, passando pelo surgimento das lojas, das tribos, pela valorização e reconhecimento do jovem e chegando a um momento em que ela se constrói inspirada nas ruas e em seu consumidor, ditada de baixo para cima.

Terno do século XVIII; Terno atual

Chegamos então ao fim do século XX e uma nova revolução acontece, e também esta causa uma profunda reforma na forma de se produzir e consumir moda. A expansão tecnológica, marcada principalmente pela disseminação da Internet, fez com que ela atingisse a população de uma maneira sem precedentes. No mundo contemporâneo, a produção de moda é influenciada pelos meios de comunicação (produtos da globalização), tornando-se mais democrática ao mesmo tempo em que age para distinguir grupos cada vez mais específicos e exaltar as individualidades de cada um.

A Era Digital beneficiou a moda de diversas maneiras, tornando-a cada vez mais dinâmica e acessível. Se há tempos atrás as tendências demoravam até dois meses para vir a conhecimento público através das revistas de moda, hoje, com o advento da internet, os interessados podem acompanhar desfiles, como o da SPFW, em tempo real, online, de onde quer que eles estejam. A tecnologia trabalha para aproximar cada vez mais o usuário da moda dos produtos que ele almeja, a partir de avanços como o e-Commerce, as revistas especializadas disponíveis para IPads, clubes de compra online que oferecem produtos exclusivos e personalizados (Shoes4you), simuladores online onde o cliente testa uma nova tendência antes de aderir a ela (TAAZ.com; boutiques.com), etc.

Revistas de moda para IPad

Grandes marcas de tênis estampam modelos com a identidade visual de famosas redes sociais

A expansão digital permite também a todos e a qualquer um que tenha algo a dizer que o faça, e mais do que isso, faz com que as pessoas comuns estejam sob os holofotes pela primeira vez, e é neste cenário surgem os blogs de moda. O blogueiro pode ser um profissional da área, um profissional de outra área que tem interesse em moda, um estudante, enfim, qualquer um. Quem faz com que o blog tenha relevância ou não, que as opiniões do blogueiro sejam validadas ou descartadas, é o público que o acompanha. Os blogueiros são, muitas vezes, o canal entre os grandes estilistas, as marcas consagradas, as tendências das ruas e o público consumidor. Em seus posts se concentram informações sobre diferentes temas que se ligam por ter a moda como ponto comum.

Em alguns desfiles internacionais, as blogueiras tem lugar cativo na primeira fila, de onde passam, em primeira mão, as novidades das passarelas para suas leitoras, como verdadeiras formadoras de opinião. Exemplificando o quanto o mundo da moda dá importância às suas blogueiras, a grife Forever 21 chegou a estampar camisetas com imagens de algumas escritoras de blogs famosos:

Alice Point

Fashionsquad

Mas obviamente não somente é a Internet que se relaciona com a moda dentro da era digital: a cybercultura como um todo vem imprimindo suas características na moda. Outras formas tecnológicas também fazem parte desta expansão e exercem influência sobre e produção de moda hoje. Vídeo games, cinema, quadrinhos, séries de TV, produções com temas de ficção científica, entre outros, também dão as caras neste contexto, e dentro da era digital os indivíduos hipercontemporâneos e as coisas que eles curtem são uma grande inspiração para a produção da moda.

Estampas baseadas nos quadrinhos do Batman

E você, de que forma a moda na era digital se apresenta no seu dia-a-dia?

Outros posts da série

Amanda Grigorio

Amanda Grigorio

Amanda Grigorio, 19 anos, estuda Design na UTFPR, adora moda e como se pode ler a história da sociedade através dela

Conteúdo relacionado

Comentários