header10

Nendo/Oki Sato

Por Mauro Adriano Müller

Há mais ou menos um mês atrás, comecei a trabalhar como designer de produto, e o estúdio de design Nendo foi a primeira referência que me passaram. Eu já havia visto alguns dos produtos deles “pipocando” pela internet, mas só fui perceber a genialidade das criações do estúdio depois de dar uma boa olhada no seu site, que aliás é muito simples e limpo (ou minimalista, como a maioria de seus produtos), mas que “esconde” muitas coisas legais.

sato

Oki Sato é o designer responsável pelo Nendo Studio. De acordo com a revista Newsweek, ele é considerado um dos 100 homens mais respeitados do Japão. Nascido em Toronto, no Canadá, ele se formou em Arquitetura na Universidade Waseda, em Tóquio, e em 2002 fundou o Nendo. Três anos depois, abriu uma filial em Milão. Atualmente, as peças de Sato e do Nendo Studio estão expostas em diversos lugares do mundo e já se consagraram nas  maiores premiações internacionais de design , como o Good Design Award (Japão), Japan Interior Architects/Designer’s Association (JID) Award Grand Prize, I.D. Annual Design Review Best Product (Estados Unidos), Red Dot Design Award e iF products Design Award (Alemanha), Furniture Design Award Grand Prize (Singapura) e o Wallpaper Best Domestic Design (Inglaterra), entre outros. Oki Sato também faturou o prêmio “Designer of the Year”  pela Wallpaper* magazine e Elle Deco International Design Award, no ano de 2012.

nendo1

Pyggy Bank (2010)

Pyggy Bank (2010)

Socket-deer (2008)

Socket-deer (2008)

Forest Spoon (2011).  A proposta do estúdio foi projetar uma colher que fosse divertida de observar quando não estivesse em uso.

Forest Spoon (2011). A proposta do estúdio foi projetar uma colher que fosse divertida de observar quando não estivesse em uso.

Segundo Sato, a proposta do Nendo Studio é oferecer, através dos produtos idealizados por ele e sua equipe de designers, uma série de pequenos momentos prazerosos ou de alegria instantânea, aqueles mesmos que não são reconhecidos ou que acabam sendo ignorados em nosso cotidiano. Sato também explica que mesmo quando notamos estes momentos ou situações, acabamos por “resetar” nossa mente e esquecer o que vimos, e que deseja reconstruir o cotidiano das pessoas, coletando e reformulando esses instantes, traduzindo-os em algo fácil de entender. “Buscamos reconstituir o dia-a-dia, coletando insights simples e transformando-os em criações que sejam fáceis de compreender, quase intuitivas.”

nendo4

“think black lines” (2010)

Melt Chair (2012)

Melt Chair (2012)

Drop bookshelf (2012)

Drop bookshelf (2012)

Bird-apartment (2012)

Bird-apartment (2012)

“Giving people a small  “!” moment.

There are so many small “!” moments hidden in our everyday.

But we believe these small “!” moments are what make our days so interesting, so rich.”

 

Referências:

Mauro Adriano Müller

Mauro Adriano Müller

Gaúcho, 24 anos, estudante de Design na Universidade Feevale/RS. Acredita que o Design pode (e deve) mudar o pensamento das pessoas sobre o mundo e sobre as muitas coisas que existem nele.

Conteúdo relacionado

Comentários