capa

O [re] Design dos contos infantis

Por Sandro Schmitz

Há séculos os contos infantis possuem a mesma métrica. Desde que foram escritos possuem sua estrutura já conhecida e o cinema, assumira de forma tranquila, essa dinâmica, de maneira a reproduzir da maneira mais fiel possível ao conto, nos filmes ou nas mais diversas animações que foram realizadas. Isso até alguns anos atrás, porque os contos estão se tornando cada vez menos infantis, e, seu design cada vez mais adulto. Como diria o personagem abaixo: “follow the White rabbit”…

Coelho Branco

O primeiro filme dessa coluna é “The Brothers Grimm”, que homenageia dois dos maiores escritores desse gênero na história – os irmãos Jacob Grimm e Wilhelm Grimm – e nos legaram histórias como “Branca de Neve”, João e Maria”, “Chapeuzinho Vermelho” e Cinderela, dentre outros. Contudo, os personagens do filme se chamam Jake Grim (Heath Ledger) e Will Grimm (Matt Damon). A seguir o trailer do filme:

E por falar em “Branca de Neve”, recentemente esse conto clássico teve uma releitura cinematográfica bem mais adulta estrelada por Kristen Stewart – a “Bella” da série “Crepúsculo” no cinema. No filme “Branca de Neve e o Caçador”, ela interpreta uma Branca de Neve que é bem mais pró-ativa, já que nessa versão a personagem é uma guerreira. Contudo Kristen Stewart não me convence como sendo “a mais bela de todas as mulheres” como a personagem clássica é apresentada, especialmente quando a Rainha Má é interpretada por Charlize Theron. De qualquer forma, o conto serve apenas de base ao filme como pode ser visto no trailer:

Impossível não mencionar nessa coluna o genial Tim Burton, visto que, em termos de design cinematográfico é um dos diretores/produtores que menos tem medo de ousar no cinema atual. No entanto, em 2010, ele extrapolou todos os limites possíveis em sua versão do magnífico conto de Lewis Carrol, “Alice no País das Maravilhas”. Sem contar a sua profícua parceria com um dos melhores atores da atualidade, Johnny Depp, e sua esposa, uma das melhores atrizes atuais, Helena Bonham Carter, que nos brindaram com uma refilmagem primorosa desse clássico. A todos que adoram a cenografia e o design, é indispensável observar os detalhes que ele coloca em cada item das cenas. É fantástico isso, especialmente nessa obra, como pode ser visto no vídeo seguinte:

Outro conto de Grimm, totalmente repaginado, foi “Chapeuzinho Vermelho” no filme que recebeu o nome, em nosso país, de “A garota da Capa Vermelha”. Digo em nosso país, pois nos Estados Unidos foi mantido o nome original do conto, mas é feita uma releitura total do conto. Basta notar que o lobo passa a ser um lobisomem e a Chapeuzinho é interpretada pela Amanda Seyfried, que sem dúvida é uma excelente atriz, mas que, dificilmente, poderia passar por ingênua como a personagem clássica, como podemos ver no teaser que segue:

Falando em refilmagens e novas versões, estreou recentemente “Oz: mágico e Poderoso”, dos estúdios Disney, que lança uma nova versão do clássico conto e também do filme de 1939. É uma excelente oportunidade para, quem gosta da sétima arte, comparar e ver a evolução da mesma. Importa observar que o filme de 1939 foi considerado uma revolução em termos de design cênico à época em decorrência de suas exigências, assim sendo é um bom parâmetro comparativo. O filme atual pode ser visto no cinema e seu trailer oficial está abaixo:

E já que começamos com os irmãos Grimm, nada melhor que encerrar com eles, portanto vou falar de um filme recente: “João e Maria: Caçadores de Bruxas”. Bom, as crianças cresceram e decidiram caçar as malvadas bruxas. O filme abusa de tecnologia e é diversão certa, mas se afasta bastante do conceito clássico de contos de fada. Estrelado por Jeremy Renner (João) e Gemma Arterton (Maria), a dinâmica do filme é boa e o coloca em uma tendência que estamos assistindo nos últimos anos no cinema. E é nessa dinâmica que encerramos os vídeos da coluna:

E, entre um filme e outro, para quem gosta de ver variações possíveis dos contos de fadas, ainda temos a possibilidade de assistirmos a “Once upon a time”… Feliz Páscoa a todos!!!

Sandro Schmitz

Sandro Schmitz

Ator, Diretor e Produtor Executivo de Teatro no RS. Analista e Consultor Internacional. Sócio-Diretor da Dealers Negócios Internacionais.

Conteúdo relacionado

Comentários