capa

Design cambiante

Por Raphael T. Inoue

Imagem de capa original: Dendê Brands

A identidade cultural de cada povo pode ser cambiante. É com essa informação que o post sobre design cambiante inicia sob a justificativa de que se até a cultura da sociedade é mutável, não é de se surpreender que a indústria tenha uma produção flexibilizada.

Contexto Histórico

Porém, antes de falar mais sobre o tal do design cambiante, cabe a explicação de alguns conceitos que permeiam a construção do raciocínio. Sabe-se que surgiu durante as mudanças de conceitos entre o Modernismo e o Pós-Modernismo.

  • MODERNISMO: o design moderno é assimétrico e regular, retangular, regrado pelo uso da grade, usa tipos sem serifas e respeita a hierarquia de informações. Seu principal objetivo é a legibilidade.

O Estilo Internacional é um exemplo do design modernista, que era regrado pelo uso de um grid bem definido

  • PÓS-MODERNISMO: o design pós-modernista é eclético, redescobre elementos do passado, incluindo o ruído, privilegiando a atitude em detrimento da informação. É mais caótico e menos ordenado.

Os cartazes de David Carson são exemplos do design pós-modernistas, onde o ruído reaparece, e as peças são mais caóticas e menos ordenadas.

O Design Cambiante

“O adjetivo ʻcambianteʼ tem origem no termo cambiare, do latim tardio. E o radical camb é de origem celta e significa ʻarqueado, curvoʼ, ʻalternado, trocadoʼ. A evolução do radical celta para a palavra latina, e do latim para o português, gerou o verbo ʻcambiarʼ, que se refere a ʻtrocarʼ, ʻtransformar, alterar”
-Antonio Geraldo da Cunha

O design cambiante é o termo utilizado para variações e mutações do design, onde a instabilidade e a falta de padronagem são regras. É uma categoria do design que é uma manifestação da Pós-Modernidade, mas não está preso aos conceitos pós-modernistas nem tampouco modernistas, apenas usufrui de seus estilos e técnicas.

O Design Gráfico Cambiante

Há vários exemplos que podem ser citados para o design cambiante na categoria gráfico, como por exemplo: AOL, Google, MTV, Nós.vc, entre outros. Porém para exemplificar e ficar mais claro o conceito, o exemplo do Google será o utilizado. Provavelmente todos já repararam que às vezes a página inicial do site de busca está diferente. São os famosos Doodles for Google, que foi a maneira que a empresa encontrou para trazer mais interação e diversão a uma página branca com a logo e que os usuários logo saiam. Como prova do sucesso dessa ação da empresa norte-americana, no ano de 2010 foi colocada uma versão do Pacman em comemoração aos 30 anos do jogo. Segundo as estatísticas foram gastas 4,8 milhões de horas com a brincadeira e os usuários passaram 36 segundos a mais na página.

Doodle for Google em comemoração aos 30 anos do jogo Pacman

Outros exemplos de Doodles for Google

O Design de Produto Cambiante

A Swatch é uma marca de relógios suíços. Produtos que fazem parte de um campo reconhecidamente inflexível. Porém, no início dos anos 80, a empresa adotou uma nova estratégia tecnológica, oferecendo uma gama diversificada de modelos à disposição do consumidor. O conceito de que o relógio deveria ser passado de pai para filho foi deixado para trás, sendo implantado um novo conceito de relógios descartáveis.

Modelos da primeira coleção de relógios da Swatch (1983)

Conclusão

A estética que o design cambiante oferece nos dias de hoje não é considerada uma prática comum, e nem foi adotada por muitos designers ou empresas. E nem é possível afirmar se um dia isso virá a acontecer. Porém, não se pode negar que é uma tendência que vem crescendo como uma possibilidade dentro do design, principalmente no design gráfico.

E você, caro leitor, conhece outros exemplos de design gráfico ou design de produto cambiante?! Ou será que você conhece algum exemplo de design cambiante em outra frente de design?! Compartilhe com todos!

Raphael T. Inoue

Raphael T. Inoue

Gestor da Revista Cliche e graduado em Design Gráfico pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, atualmente navega nos mares relacionados a Empreendedorismo, Fotografia e Gestão.

Conteúdo relacionado

Comentários