Untitled-1

Bauhaus e o Design de Interiores

Por Ana Paula Guimarães

A escola de design, artes plásticas e arquitetura de Bauhaus é uma importante referência aos que estudam o Design. Encontramos seus traços em diversos elementos como mobília de casas, nos objetos manufaturados, no teatro, na arquitetura e até mesmo nos arranha-céus. O Design de Interiores em particular, é influenciado de maneira significativa pela escola, afinal teve início praticamente na mesma época.

Prédio da Bauhaus em Dassau

Com influência do Arts & Crafts que defendia o artesanato criativo e pregava o fim da distinção entre o artesão e o artista, do movimento cultural de vanguarda Expressionista, do Racionalismo, do movimento Construtivista estético-político iniciado na Rússia e no Modernismo a Escola de Bauhaus foi fundada em 1919 na Alemanha. O movimento atendia a três objetivos iniciais básicos, motivar os artesãos a trabalharem combinando todas as suas habilidade e técnicas, elevar o status das peças artesanais (cadeiras, candeeiros, bules de chá, talheres etc.) ao mesmo nível das belas-artes, como a pintura e escultura e por fim visava a independência do governo com a venda dos projetos em parceria com grandes indústrias, sendo que os principais conceitos empregados eram a funcionalidade, forma, ergonomia e inovação.

O corpo docente contava principalmente com o fundador Walter Gropius, um dos principais nomes da arquitetura do século XX, com o pintor americano Lyonel Feininger, o escultor e gravador alemão Gerhard Maecks, o pintor suíço Johannes Itten, Oskar Schlemmer, o pintor e poeta suíço Paul Klee, o russo Wassili Kandinski, o professor de design pioneiro László Moholy-Nagy e Ludwig Mies Van der Rohe arquiteto alemão naturalizado estadunidense. Contudo, antes da escola ser fechada, Walter Gropius lecionou na universidade americana de Harvard em 1937. Os artistas exilados se encaminharam para o ocidente europeu e para os Estados Unidos da América, onde surgiram novas escolas de design: a Nova Bauhaus em Chicago (Institute of Design), o Movimento Moderno (design Utilitário) ou Estilo Internacional, o Organic Design. Ja no século XX na década de 60, houve uma reação negativa a alguns destes movimentos, dando  origem ao Independent Group na Grã-Bretanha, o Antidesign (que rejeitava o Movimento Moderno), o Design Radical na Itália, o Pop Design, o Descontrutivismo e o Pós Modernismo.

Walter Gropius,Johannes Itten e Laszlo Moholy-Nagy

Ludwig Mies Van der Rohe, Lyonel Feininger e Oskar Schlemmer

Gerhard Maecks, Paul Klee e Wassili Kandinski

A partir dos ateliês ligados ao design de mobiliário e de acessórios, o estilo Bauhaus foi usado não só para a parte arquitetônica, mas também para o interior e conquistou o mundo. Muito embora o princípio de criar um modelo esteticamente atraente e ergonômico para algum ambiente seja utilizado pela maioria dos designers de interiores, eles sempre são levados a incorporar produtos e conceitos inovadores que definitivamente os separam do resto, uma particularidade iniciada em Bauhaus, onde o elemento chave respeita a famosa citação “a forma segue a função”. Isso significa que a função do objeto que está sendo criado é de maior importância comparada a aparência final do todo.Este conceito, originalmente atribuído ao arquiteto americano Louis Sullivan, foi utilizado em inúmeros projetos da Escola.

A combinação de arte, artesanato e tecnologia é a verdadeira essência da Escola de Bauhaus. Elaborando itens que sejam funcionais acima de tudo, é interessante notar que as criações são únicas, famosas e rodeadas de muito glamour, verdadeiras obras de arte admiradas e comercializadas pelo mundo todo, assinadas por mestres que acompanham as tendências da arquitetura moderna, como o pioneiro designer de interiores Marcel Breuer. Seu projeto para a casa de Boston contemporânea –  destaque na imagem abaixo – ilustra um excelente modelo do movimento Bauhaus. Usando paredes de vidro, piso aberto e exteriores de pedra, Breuer criou uma verdadeira e valiosa obra-prima, afinal o atual valor de mercado desta criaçao é de US $ 1,1 milhão.

Andover Modern Home - Marcel Breuer

 

Breuer incorpora uma pedra branca e natural exterior, paredes de vidro e um piso plano aberto em Boston

Ícones do Design

MARCEL BREUER

LE CORBUSIER


EILEEN GRAY

 

MIES VAN DER ROHE

 

Revisão: Gabriella Ravachi

Ana Paula Guimarães

Ana Paula Guimarães

Estudante de Design Gráfico na UTFPR e irá fazer Especialização em Design de Interiores. Tem paixão por Design e já fez de tudo um pouco.

Conteúdo relacionado

Comentários