header

Mundo Transmídia

Por Gui Santos

Mundo transmídia é um termo criado pelo pesquisador Henry Jenkins para definir mundos onde é possível ter acesso por veículos diferentes. Talvez o caso mais emblemático desse fenomêno seja a série Star Wars, a qual teve início no primeiro filme que deu origem a: brinquedos, quadrinhos, livros, desenhos animados, videos games, etc.

Esse outros produtos possibilitam ao fã explorar ainda mais o universo criado no filme que ele tanto gostou. E, no caso de Star Wars, continua a ser explorado após quase 40 anos! O fascínio por esses mundos é explicado pelo nosso sentimento de fuga para uma outra realidade sem os problemas que enfrentamos diariamente.

01

Na época do primeiro filme de Star Wars, a procura pelos brinquedos foi tão grande que o fabricante não conseguiu repor os estoques a tempo do Natal e enviou um certificado para os consumidores garantido que os bonecos seriam entregues no ano seguinte.

Isso já é bastante familiar quando pensamos no cinema ou na literatura (O Senhor dos Anéis e Harry Potter). Mas isso também pode acontecer a partir de um video game. Aliás o video game permite uma excelente porta inicial para uma realidade alternativa devido a sua grande interatividade com o jogador.

Monstros de bolso

Criado nos anos 90 pelo estudio japonês Gamefreak, Pokemon é um dos jogos que mais teve sucesso como mundo transmídia. O game marcou presença em todos os consoles portáteis da Nintendo desde o GameBoy, e já foi anunciado mais uma versão para próximo ano.

Pokemon é, indiscutivelmente, um dos mundos transmídia mais bem-sucedidos de todos os tempos. Desde sua introdução, as vendas de todos os produtos de Pokemon combinados superam US$ 15 bilhões.

Jesse Schell

02

A partir do jogo, foi criada uma série de mangás e de anime que fez sucesso no mundo tudo – lembre-se que isso ocorreu naquele período de explosão dos animes. A série animada de televisão apenas reforçou o interesse do público no jogo, pois permitia uma nova visão do universo do jogo que era limitado pela tecnologia do Gameboy.

O jogo de Lego que virou Lego

Um game que já foi comentado nessa coluna muitas vezes é o Minecraft, que conquistou fãs estimulando a criatividade de seus jogadores com um mundo feito de blocos. Muitas jogadores até sentem a nostalgia da época que brincava com peças de Lego.

03

No final, o Minecraft acabou virando Lego de fato!

O público do jogo foi conquistado de tal maneira que se tornou uma comunidade ativa na internet e gera conteúdo para o jogo tanto quanto os desenvolvedores. Atualmente, a Mojang (empresa que criou o game), promove uma convenção anual – a Minecon – para que os jogadores entrem em contato uns com os outros.

Pessoas se dirigindo para um dos eventos da Minecon.

Pessoas se dirigindo para um dos eventos da Minecon.

 

Por que a gente gosta tanto?

Analisando esses mundos transmídia, é possível perceber que os mais famosos exercem uma influência muito grande sobre os fãs. Como isso acontece? Normalmente, esses universos possuem algum tipo de identificação com algum desejo do público o que já o torna muito atraente para essas pessoas. Outro característica perceptível é a quanto a construção que além de permitir a criação de várias histórias, é de certa maneira bastante sólida ao ponto de ser convincente para o público.

Não há nenhuma receita para a criação desse tipo de mundo, mas é possível averiguar como vale a pena investir nessa parte da criação de um video game ou de qualquer outra mídia.

 

Leitura Recomendada

  • A Arte de Game Design, Jesse Schell.
Gui Santos

Gui Santos

Um quase ex-aluno do Design da UTFPR, agora vai! Leva jogos a sério demais e acha que Han Solo atirou primeiro.

Conteúdo relacionado

Comentários