biocouture03

Cultive suas próprias roupas

Por Jaqueline Carvalho

Antes de começar a escrever essa matéria, me fiz várias perguntas como: O que é inovação? Segundo o dicionário significa efeito de inovar. E Inovar vem do latim innovo, que por sua vez quer dizer introduzir novidades em; renovar; inventar; criar.

De acordo com Freeman (1982), a inovação é um processo, que inclui atividades técnicas, concepção, desenvolvimento, gestão e que resulta na comercialização de novos (ou melhorados) produtos, ou na primeira utilização de novos (ou melhorados) processos. Sendo assim, pode ser considerada como um fator fundamental no crescimento econômico de uma sociedade.

Todo mundo sabe o que é um tecido têxtil desde que nasce, sabe mais ainda da importância que tem em nossa vida e em nosso grupo. Mas, vamos lá. Preciso relembrá-los tecnicamente:

O tecido é um material à base de fios de fibras naturais ou sintéticas. Os tecidos naturais (básico e clássico) podem ter três origens: Animal, mineral e vegetal. Os sintéticos são produzidos pelo homem usando como matéria-prima produtos químicos, da indústria petroquímica. E ainda há os artificiais, que provêm de fibras celulósicas.

Pois bem, lendo algo aqui e outra ali me deparei com uma palestra da Suzanne Lee, Diretora do The BioCouture Research Project, no TED (assista vídeo abaixo). Trata-se do desenvolvimento de uma nova tecnologia para produzir tecidos a partir de biocultura em laboratório, sugerindo uma visão inovadora da moda no futuro.

A receita é: Chá verde + Açúcar + Alguns microorganismos e um pouco de tempo.

O tecido leva cerca de 2 a 3 semanas para crescer em uma espessura e altura suficiente para ser produzido em escala industrial, após isso ele é secado e transformado em roupa. Não são utilizados produtos de origem animal e os produtos químicos são mantidos em escala mínima, o projeto foi incluído no circuito anual da Time Magazine’s como uma das 50 melhores invenções de 2010.

Mas isso é apenas o começo, pois o processo pode ser fascinante e os produtos serem bonitos, mas ainda há uma pequena falha para se acertar. O produto não é resistente a água, sendo assim não daria para usá-lo no dia a dia. O próprio suor de nosso corpo já faz a peça desgastar a olhos vistos, em contraponto Suzanne diz “aquilo que estou procurando é uma forma de dar ao material as qualidades que necessito. E o que eu quero fazer é dizer para um futuro microorganismo:

“Teça uma linha. Alinhe-a nesta direção. Faça-a repelir água. E enquanto faz tudo isso assuma este formato tridimensional.”.

Espero um dia poder me deparar com esse projeto concluído, com todas as soluções devidamente encontradas, pois vejo com grande admiração essa iniciativa.

Leitura obrigatória

Para aqueles que querem transformar o mundo fashion de outrora:

  • Fashioning the Future: Tomorrow’s Wardrobe (Thames & Hudson), publicado por Suzanne Lee em 2007, onde examina o trabalho de investigadores científicos e designers de moda, como: Issey Miyake, Hussein Chalayan e Walter Van Beirendonck, que estão transformando a ficção de hoje na ciência e realidade de amanhã!
Jaqueline Carvalho

Jaqueline Carvalho

Jaqueline Carvalho, 24 anos, formada em Design de Moda pela UTP desde 2009. É fundadora do blog/revista Rêve de Mode. Jornalista de Moda e Figurinista, mas como ela diria "um bombril".

Conteúdo relacionado

Comentários