Santa’s Workshop

Por Wagner Regis

“Santa’s Workshop” é um curta-metragem da época de Silly Simphonies, dos estúdios Disney, ondem eram apresentadas pequenas histórias com um ar de fábula.  A narrativa se desenvolve sobre a história das crianças escrevendo cartinhas para o Papai Noel, e um dos duendes verifica se o garotinho ou garotinha foram comportados durante o ano. E na sequência apresentando a sua oficina de produção de brinquedos, diversos cavalinhos, bonecas que falam “Mamãe”, e no final tudo sendo empacotado para sua viagem.

santa_workshop_01

No ano seguinte, foi produzido outro curta-metragem, este baseado no poema “A Visit from St. Nicholas”, de Clement C. Moore, onde o Papai Noel visita uma casa com oito crianças, e ficou intitulado como “The Night Before Christmas” (1934).

A trilha sonora ficou por conta de Frank Churchill, o qual foi autor de “Who’s Afraid of the Big Bad Wolf”, do curta “Os Três Porquinhos” ,de 1933 também,  e da trilha sonora instrumental de “A Branca de Neve e os Sete Anões” (1937). E a direção realizada por Wilfred Jackson (animador em “Steamboat Willie”, de 1928, e diretor em “Fantasia”, de 1940, para citar alguns trabalhos), demonstra um lado fantasioso e divertido de como os presentes tão esperados chegam para as crianças.

santa_workshop_02

santa_workshop_03

Hoje, aos poucos os pequenos infantes, acabam perdendo isso cada vez mais cedo, porém, a produção de muitos produtos continua seguindo de maneira manual. A título de curiosidade, muitos action-figures ainda precisam da mão-de-obra manual para serem montados, após a confecção industrial das peças. Para após ter o produto pronto para ser comercializado.

Linha de produção em uma fábrica chinesa.

Linha de produção em uma fábrica chinesa.

Battle Rollar, action figure produzido pela empresa TFC Toys.

Battle Rollar, action figure produzido pela empresa TFC Toys.

A diferença do curta-animado, é que hoje temos muito mais plástico e eletrônico envolvido em troca de um salário muitas vezes ínfimo.

Sobre Antecipação / Antecipation (Princípio #04)

Em “Santa’s Workshop”, iremos aproveitar para comentar a respeito do 4º Princípio da Animação, o qual se trata da Antecipação. É a preparação do movimento que o personagem realizará. O espectador precisa estar preparado para a ação seguinte para entendê-lo, isto garante um aumento da intensidade dramática que o movimento proporcionará. Segundo Sergi Càmara, em seu livro “O Desenho Animado”, a antecipação consiste em um movimento na direção contrária ao movimento principal, e quanto mais exagerado maior será o efeito dramático que a cena causará.

Exemplos de antecipação (CAMARA, 2005, p.129)

Exemplos de antecipação (CAMARA, 2005, p.129)

Na animação, temos esse princípio bastante utilizado, primeiro nesse exemplo em panorâmica.

Os duendes levantam o martelo de madeira, antecipando a ação principal que é a batida no objeto.

Os duendes levantam o martelo de madeira (seta vermelha), antecipando a ação principal que é a batida no objeto (seta azul).

Na sequência seguinte, num enquadramento mais próximo.

O duende que manuseia a serra circular, respira fundo aumentando o tempo de antecipação (seta vermelha), e depois baixa a argola (seta azul).

O duende que manuseia a serra circular, respira fundo aumentando o tempo de antecipação (seta vermelha), e depois baixa a argola (seta azul).

Algo que comento em sala de aula, é que alguns desses princípios podem parecer óbvios, porem quando há a falta deles percebemos então sua grande importância e temos um projeto animado um tanto quanto incômodo aos olhos.

 “Santas’s Workshop” me remete a época que você acordava cedo e se jogava no sofá da sala só para assistir a desenhos animados. Seu toque de magia e narrativa ingênua e divertida são algo que hoje vejo muito pouco, e quando algo que se aproxime disso apenas no Discovery Kids, e ainda assim com várias restrições.

Enfim, por esse ano encerramos as postagens sobre animações, ano que vem tem mais. Até a próxima e boas festas ao amigos leitores.

santa_workshop_04

Wagner Regis

Wagner Regis

Designer Gráfico por formação e Pós-Graduado em Jogos Digitais (UP). É co-fundador do estúdio de animação "Make Toons", professor na Universidade Positivo, e feliz por gostar do que faz.

Conteúdo relacionado

Comentários