The Ballad of Nessie

Por Wagner Regis

Sempre ouvimos histórias de monstros e que eles são os vilões das histórias. Mas em “The Ballad of Nessie”, percebemos que não é bem assim.

Lançado em 2011, para acompanhar o longa metragem “Winnie The Pooh” quando estreou nos cinemas, o curta animado “The Ballad of Nessie” mostra um conto bastante honesto e  a verdadeira bondade dessa residente do famoso Lago Ness.

ballad_nessie_01

No início conhecemos a feliz residente, Nessie, que tem uma forte amizade com seu pato de borracha MacQuack, sua rotina, mesmo com o lago secando pouco a pouco com o passar do tempo. Porém, como se não bastasse isso, aparece o empresário MacFroogle que devasta, por fim, a região para construir um imenso campo de golfe.

Nessie e MacQuack, sem terem mais onde morar, iniciam uma jornada para um novo lar. Mas com muita tristeza, e só após muitas lágrimas – literalmente – o curta se encerra com a dupla tendo um novo lugar para nadarem e se esconderem.

ballad_nessie_02

A produção roteirizada por Stevie Wermers-Skelton, Kevin Deters e Regina Conroy mostra que ainda hoje podemos fazer uma história aos moldes de “Era uma vez…” e com uma bela narração que ficou a encargo do comediante escocês Billy Connolly.  A idéia nasceu quando Stevie ainda era estudante na CalArts, ela e Deters já vinha trabalhando juntos no departamento de história da Disney. Quando surgiu a oportunidade de apresentarem novas propostas para John Lasseter (Diretor e Chefe de Criação na  Walt Disney Animation Studios), apresentaram essa e “O Home Theater do Pateta”, isso lá em 2006. Lasseter gostou tanto que resolveu fazer ambos projetos.

Kevin Deters e Stevie Wermers-Skelton

Kevin Deters e Stevie Wermers-Skelton

A trilha sonora foi composta pelo vencedor do Oscar, Michael Giacchino (“Rattalouille” e “UP: Altas Aventuras”), e a supervisão de animação por conta dos cinco maiores talentos da Disney:  o alemão Andreas Deja (animador dos personagens Jafar, Scar e Gaston), os estadunidenses Mark Henn (animador dos personagens Jasmine e Simba jovem), Randy Haycock (animador do Simba adulto e de Hercules), Dale Baer (animador dos personagens Dr. Delbert Doppler e Ray) e o japonês Ruben A. Aquino (supervisor de animação dos personagens Úrsula e Pocahontas). E trabalharam com os cenários lembrando muito os curtas do estúdio, produzidos nas décadas de 40 e 50.

ballad_nessie_04

ballad_nessie_05

ballad_nessie_06

Dirigido pela dupla vencedora do Emmy, Stevie Wermers-Skelton e  Deters Kevin, o curta  teve sua primeira exibição oficial no International Animation Film Festival of Brusse, na Bélgica (no seu ano de lançamento), e foi indicado em 2012 ao Annie Award, na categoria Best Animated Short Subject. Ele se encontra como material bônus nas mídias do longa “Winnie the Pooh”. Levou de 5 anos para ser concluído, pois a equipe – em torno – de75 a 100 artistas só podiam trabalhar quando estavam disponíveis.

Apesar de atualmente ter me tornado muito mais fã das produções do Studio Ghibli, é inquestionável deixar de lado toda a infância criada à base dos Estúdios Disney. Assim, “The Ballad of Nessie”, me traz justamente esse lado mágico, sentimental e divertido das produções de antigamente. Não apenas isso, mas esse carinho particular da animação tradicional que o artista tem com cada desenho feito.

ballad_nessie_07

Wagner Regis

Wagner Regis

Designer Gráfico por formação e Pós-Graduado em Jogos Digitais (UP). É co-fundador do estúdio de animação "Make Toons", professor na Universidade Positivo, e feliz por gostar do que faz.

Conteúdo relacionado

Comentários