Space Stallions

Por Wagner Regis

“Com o objetivo de derrotar o demônio das trevas, Destructo, os garanhões do espaço, guiados pela luz da Mãe Mustang, são uma centelha de esperança na galáxia do Garanhão Selvagem”. E essa, é a sinopse que temos desse vídeo – muito bem elaborado – para a proposta da produção de uma série de animação.

“Space Stallions” é o melhor desenho animado dos anos 80, nunca lançado! E tudo isso devido a esse barril de referências que são apresentadas, sendo algo como se uníssemos diversas animações daquele tempo: The Adventures of Galaxy Rangers (KOCH Entertainment Distribution LL, 1986), Thundercats (Pacific Animation Corporation / Rankin Bass Production, 1985), Silverhawks (Pacific Animation Corporation / Rankin Bass Production, 1985), He-Man and The Master of Universe (Filmation Associates, 1983), Saber Riders and the Star Sheriffs (Studio Pierrot / World Events Productions, 1987)… entre tantas outras que seguiram as tendências daquela época.

Inúmeros são os fatores que fazem essa associação: seja pela paleta de cores, a maneira que se comporta a narrativa, os figurinos únicos, o design dos personagens – que lembra muito a técnica de rotoscopia utilizada pelo estúdio da Filmation (que ficou muito característico em suas produções) – ou ainda pela trilha sonora com teclado e guitarras.

space_stallions_01
space_stallions_02
space_stallions_03

A combinação de 3D com texturização de cartoons, tecnicamente falando, favorece o processo da animação em que sentido? Com os personagens modelados, é possivel reutiliza-los com câmeras diferentes, e a textura lembrando um desenho animado tradicional, favorece o clima nostálgico da produção. Possuindo uma máquina boa para renderizar tudo, e um modelador excelente que consiga riggar os personagens para a animação, creio que tenha sido esse o pensamento para a escolha da técnica e o resultado optado pela equipe.

Todavia, referências à década de “Os Goonies” e “Curtindo a Vida a Doidado”, nas produções seriadas animadas vem sido frequentes, onde, com o avanço tecnológico e técnico, vemos possibilidades de realizarem uma versão, as vezes mais séria e até mesmo recontando a história original para darem outro ritmo a narrativa, como por exemplo na produção do desenho animado, de 2002, do personagem He-Man, onde num determinado episódio é apresentado o Rei Grayskull e a origem de seu Castelo, como nós conhecemos, assim como do seu arqui-inimigo Skeletor.

GI JOE Resolute (2009)

He-Man and The Masters of Universe (2002)

Thundercats (2011)

O curta foi resultado do projeto de graduação de uma turma de alunos da escola “The Animation Workshop”, que é responsável por diversos cursos, e conhecida pelo vídeo “The Saga of Biörn”, o qual veio a ser exaustivamente compartilhado nas redes sociais, além de fazer parte do repertório do DVD “O Melhor de Anima Mundi VOL.7”.

Enfim, “Space Stallions” tem um ponto muito forte no quesito nostalgia, e adoraria muito assistir uma série animada com as aventuras de Sun-Ray, Optica, Ion-Ray e X-Ray, tendo esse plot apresentado. Lógico, além de uma versão em game, também! Anos 80 foi uma época divertida que serve até hoje para referencias bacanas. Fim!

Wagner Regis

Wagner Regis

Designer Gráfico por formação e Pós-Graduado em Jogos Digitais (UP). É co-fundador do estúdio de animação "Make Toons", professor na Universidade Positivo, e feliz por gostar do que faz.

Conteúdo relacionado

Comentários