The Clocktower

Por Wagner Regis

Normalmente comento de animações 2D que são minhas raízes, hehe. Mas essa produção em 3D, em particular, me chamou a atenção. “The Clocktower” foi produzida ao longo de 10 meses pela estadounidense Cara Antonelli, e o mais bacana, quando ela ainda era estudante.

O que vemos é uma bailarina, parte de uma engrenagem no alto de uma torre, mas deseja muito ver o mundo lá fora. Num dado momento resolve sair de lá e conhecer o que existe além da sua janela. No entanto, quando está no vilarejo, tudo perde as cores e os movimentos. A personagem percebe, então, a importância que sua vida tinha. Acredito que essa observação, convém muito de uma percepção semiótica particular de cada um, onde pensamos de que maneira estamos inseridos num plano maior de nossa existência e o seu propósito. Ao mesmo tempo que é tudo tão bonito e alegre, por assim dizer, acabamos batendo de frente com um lado desconsolante.

No fim, acho que a lição que fica são referentes aos sacrifícios que fazemos em nossas escolhas, as quais, as algumas vezes, são pelo próximo.

Wagner Regis

Wagner Regis

Designer Gráfico por formação e Pós-Graduado em Jogos Digitais (UP). É co-fundador do estúdio de animação "Make Toons", professor na Universidade Positivo, e feliz por gostar do que faz.

Conteúdo relacionado

Comentários